Farmácia Qualidade

Mortalidade infantil mundial reduz pela metade em 25 anos

A mortalidade infantil no mundo foi dividida por dois em um quarto de século mas apenas 62 países em 195 conseguiram atingir os objectivos definidos pelas Nações Unidas (ONU), segundo dados divulgados pela ONU.

 

"A mortalidade global de crianças com menos de 5 anos foi reduzida em 53% nestes últimos 25 anos", mas para vários países a meta estabelecida pelos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio (ODM) não foi estabelecida, segundo estudo publicado na revista médica The Lancet.

A mortalidade infantil mundial passou de 12,7 milhões em 1990 para 5,9 milhões em 2015 (estimativa), segundo estudo estatístico realizado por membros da ONU e suas agências Organização Mundial de Saúde (OMS) e Unicef.

"Progressos notáveis foram realizados a nível mundial para melhorar a expectativa de vida das crianças nos últimos 25 anos", comentaram os autores do trabalho, coordenado por Danzhen You, da Unicef.

Os autores chamaram a atenção para uma tendência "encorajadora" nos últimos anos no leste e no sul do continente africano, e afirmaram que caso a mortalidade infantil continuasse no mesmo nível de 2000, 48 milhões de crianças a mais teriam morrido nos últimos 15 anos.

"Devemos reconhecer que grandes progressos foram feitos globalmente, especialmente desde os anos 2000", reconheceu a directora-geral adjunta da Unicef, Geeta Rao Gupta.

"Mas muitas crianças continuam a morrer por causas evitáveis antes dos 5 anos", disse a responsável da ONU em comunicado.

                                                                                                                                                                                                                          Fonte: AFP